in

Empresa estas a pagar 1000 euros para avaliar almofadas

PUBLICIDADE

A empresa de colchões online quer que sejam “os portugueses a definir as características” da almofada e, por isso, vai enviar “uma série de protótipos do que poderá ser a almofada Koala” para o candidato seleccionado.

Koala Rest quer recrutar uma pessoa para avaliar a nova almofada da marca durante um mês. Os candidatos devem ter mais de 18 anos, residir em Portugal e ter tempo para testar as almofadas e dar feedback à empresa.

Bruno Madeira e João Ramos criaram um negócio que promete tirar o sono à concorrência e que dispensa lojas e vendedores de colchões A seguir EIA: Aceleração intensiva para 300 estudantes em Cascais Mais Vistas Colchão de qualidade superior por um preço mais baixo do que o habitual. Esta é a proposta da Koala Rest, uma startup que promete tirar o sono à concorrência com a entrega do produto diretamente em casa e a possibilidade de devolução sem compromisso no prazo de 30 dias. Os fundadores deste projeto são Bruno Madeira, especialista em marketing digital, e João Ramos, vindo da área do retalho, tendo trabalhado para a Biedronka (operação da Jerónimo Martins na Polónia).

PUBLICIDADE

À venda desde meados do mês, o koala é o colchão que quer ser o melhor descanso para os clientes. “Tem três camadas: látex (que anula a transferência de movimento e permite a dissipação de calor), espuma de memória (que permite ao colchão acomodar-se ao contorno do corpo) e espuma de suporte (que previne a sensação de afundamento assegurando um ótimo suporte e durabilidade)”, explica Bruno Madeira ao Dinheiro Vivo.

Cada colchão custa entre 450 euros (80×190 cm) e 750 euros (160×200 cm) e é feito “com os melhores materiais”, que dão uma “garantia mínima de 10 anos sem defeitos ou deformações”.

Saiba como se candidatar a esta oferta neste link.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE